Sons da Escrita 156

8 de Fevereiro de 2008

Terceiro programa do ciclo Graça Pires

Compasso a compasso, palavra a palavra, alinham-se, rigorosos, os sons da escrita.

Quando um homem interroga a água pura dos sentidos e ousa caminhar, serenamente, os esquecidos atalhos de todas as memórias, acontecem viagens — viagens entre o quase tudo e o quase nada.

Então, da raíz dos nervos da memória surge a planta de uma vida escutada no silêncio dos sons da escrita.

Sons da Escrita – à volta de uma ideia de José-António Moreira.


•••

GraçaPires

Vieram os pássaros (Graça Pires)

Vieram os pássaros, como um poema,
em louca cavalgada por paredes de luz.
Eu ouvi um tumulto de asas.
Ou era a minha própria voz,
enrouquecida pela sede?
Não posso aquietar a boca,
porque me ardem nos pulsos
os escombros de nomes interditos
e o orvalho de meus olhos seca-me a garganta.
Os pássaros, eu sei, voltaram,
e trazem no bico as nascentes do sul.


Free as a bird (Beatles)

Free as a bird,
it's the next best thing to be.
Free as a bird. 

Home, home and dry,
like a homing bird I'll fly
as a bird on wings. 

Whatever happened to
the life that we once knew?
Can we really live without each other? 

Where did we lose the touch
that seemed to mean so much?
It always made me feel so... 

Free as a bird,
like the next best thing to be.
Free as a bird. 

Home, home and dry,
like a homing bird I'll fly
as a bird on wings. 

Whatever happened to
the life that we once knew?
Always made me feel so free. 

Free as a bird.
It's the next best thing to be.
Free as a bird.
Free as a bird.
Free as a bird.


GraçaPires

Um amigo (Graça Pires)

O teu rosto é uma cidade
onde os ventos se cruzam
com as notícias sem itinerário.
Decorei o teu nome,
mesmo sabendo que vagueias,
sem rumo, como um nómada,
à míngua de um perfeito amor.
Na cor dos meus olhos te pressinto,
como se, na tua boca, nascesse um rio
sem contornos e, nesse espaço
transparente, me apetecesse ser barco.
Eram feitas de pássaros, as bandeiras
que erguemos no cimo da nossa ansiedade.
Lembras-te?


Friends will be friends (Queen) 

Another red letter day
So the pound has dropped and the children are creating
The other half ran away
Taking all the cash and leaving you with the lumber
Got a pain in the chest
Doctor's on strike what you need is a rest

It's not easy love but you've got friends you can trust
Friends will be friends
When you're in need of love they give you care and attention
Friends will be friends
When you're through with life and all hope is lost
Hold out your hands cos friends will be friends right till the end

Now it's a beautiful day
The postman delivered a letter from your lover
Only a phone call away
You tried to track him down but somebody stole his number
As a matter of fact
You're getting used to life without him in your way

Friends will be friends
When you're in need of love they give you care and attention
Friends will be friends
When you're through with life and all hope is lost
Hold out your hands 'cos right till the end-
Friends will be friends..yeah!


GraçaPires

Novamente um mar (Graça Pires)

Novamente um mar. O entardecer
é a praia onde morremos juntos,
quando as nossas mãos se transformam
em veleiros que partem com o vento
e nós somos, apenas, o fruir
deslumbrado do silêncio.
Moramos entre pinheiros altos
e, do chão, apenas a relva vermelha
nos pode resgatar.
Aquilo que dizemos coincide
com a terra renovada.
Por isso, as searas hão-de vir
rodear-nos a cintura
e escreverão no pão a nossa fome.


Hungry for you (Police)

Rien de dormir cette nuit
Je veux de toi
Jusqu’à ce que je sois sec
Mais nos corps sont tous mouillés
Complètement couverts de sueur
Nous nous noyons dans la marée
Je n’ai aucun désir
Tu as ravagé mon coeur
Et moi j’ai bu ton sang
Mais nous pouvons faire ce que nous voulons
J’aurai toujours faim de toi
Mais nous pouvons faire ce que nous voulons
J’aurai toujours faim de toi

Tout le monde est à moi
Je l’ai gagné dans un jeu de cartes
Et maintenant je m’en fous
C’était gagné trop facilement
Ça y est alors, ma belle traîtresse
Il faut que je brûle de jalousie
Tu as ravagé mon coeur
Et moi j’ai bu ton sang

Mais nous pouvons faire ce que nous voulons
J’aurai toujours faim de toi

No matter what I do
I’m still hungry for you

Rien de dormir cette nuit
Je veux de toi jusqu’à ce que je sois sec
Mais nos corps sont tous mouillés
Complètement couverts de sueur

I’m hungry for you
I’m hungry for you
I’m still hungry for you
I’m hungry for

I’m hungry for you


GraçaPires

Detenho-me à porta de um parágrafo (Graça Pires)

Detenho-me, à porta de um parágrafo,
como aprendiz de enredos.
Sou a personagem que teme a sua morte
ancorada na última página.
As letras, afiadas como lanças impiedosas,
são a única referência nómada
de uma cadeia de vocábulos no labirinto do texto,
onde soletro a intimidade de tudo o que amei.



Como tu dizias,
um só sonho não importa,
quando um pássaro verde
nos nasce no peito
para antecipar a esperança..


Música:

Genérico
Davy Spillane (abertura e fecho), Beatles (Fecho)

Fundos – Govannen, Vangelis Papathanasious, Dan Gibson, Air

Ligações – Beatles, Queen, Police

Textos:
Graça Pires

Edição e voz:
José-António Moreira


•••|•••|•••


And in the end

the love you'll take

is equal to the love you make

© José-António Moreira 2012