RamosRosa

António Ramos Rosa
Na grande confusão
Porque não soube merecer a glória


Na grande confusão

Na grande confusão

deste medo

deste não querer saber

na falta de coragem

ou na corgem de

me perder me afundar

perto de ti tão longe

tão nu

tão evidente

tão pobre como tu

oh diz-me quem sou eu

quem és tu?


Porque não soube merecer a glória, a mais suave

de me deitar a teu lado

e que do sangue a palavra

abolisse a diferença entre o meu corpo e a minha voz

porque te perdi

não sei quem sou


Porque não soube merecer a glória

Porque não soube merecer a glória, a mais suave

de me deitar a teu lado

e que do sangue a palavra

abolisse a diferença entre o meu corpo e a minha voz

porque te perdi

não sei quem sou


© José-António Moreira 2012