JoseManuel

José Manuel
Para uma carta


Para uma carta

aqui nesta praia do norte sinto os pelos eriçados e a pele seca como papel caro amigo quando voltares traz abafos e o teu calor teremos que nos encontrar nas horas da noite tu e eu iremos juntos caminhar pelos serros que aqui se acabam qual moleiro e seu companheiro pelas aldeias recolhendo grãos de vida traz abafos e o teu calor que estas gentes se perderam há muito tempo quando lhes disseram que a vida era deles e acreditaram que a vida era deles como se nós fossemos uns estranhos ao coração dos bichos e os bichos deixassem de ter coração e nós morrêssemos definhados nesta praia do norte amigo o frio é intenso traz lã e amor


© José-António Moreira 2012