PaulCelan

Paul Celan
Sem brilho, levado


Sem brilho, levado

Sem brilho, levado

todo para dentro, o olhar:


A sombra

dupla que um dia fui

divide-se

em duas, erguem-se

as alas da noite — agora vai,

palavra que estiveste tempo demais no mundo, rola,

sai —


Com os olhos de uma criança, com

os olhos de sua mãe

encontro eu a minha segunda,

a minha primeira janela.


© José-António Moreira 2012